Ex-presidente da Câmara de Quissamã Junio Selem está inelegível; em sua vaga será diplomado Chiquinho Arué

Da redação

Eleito vereador em outubro deste ano, mas com registro indeferido pela Justiça Eleitoral, o ex-presidente da Câmara Municipal de Quissamã, no norte fluminense, Junio Selem Pinto (PPS), tentou um recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para ser diplomado, mas o presidente da Corte, Antônio Jayme Boente negou.

As razões estão explicitadas na decisão publicada nesta terça-feira (06/12). Boente afirma que Selem teve contas de ordenador de despesas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) referentes ao período de 2008, quando presidiu o legislativo local. Portanto, está incluso na lei da Ficha Limpa. Ou seja: inelegível.

A decisão mantém a diplomação do atual vereador Francisco Xavier, o Chiquinho de Arué, que será diplomado no próximo dia 15.

Comentários

comentários