Aquele suco feito à base de água pode ser um bom componente para saciar a fome na hora do almoço;

É notório que o consumo de líquidos junto às refeições é desaconselhado por profissionais de saúde desde que o mundo é mundo. No entanto, gostaria de fazer uma ponderação: se o que se busca é saciedade precoce, com consumo reduzido de carboidratos, certos líquidos (sem carga calórica) podem auxiliar na sensação de plenitude gástrica, sem acrescentar calorias à dieta.

A presença de muitos carboidratos concomitante a líquidos provoca gelatinização de amidos, entre outras reações, que podem dilatar o estômago, contudo, em uma refeição com poucos carboidratos e rica em fibras, certos líquidos podem levar à saciedade.

Vale salientar que líquidos calóricos como refrigerantes, chás adoçados com açúcares, sucos viscosos (como manga, melancia, etc) apresentam calorias derivadas de carboidratos simples, ou seja, agem acrescentando açúcar às refeições como se fossem uma sobremesa. Portanto, não beba essas calorias. Já as comemos em excesso.

Já o refresco, a função é hidratar e fornecer vitamina C. Portanto, limonada, maracujá, acerola, abacaxi mais aguado, laranjada (com água mesmo) e sem açúcar (sugiro stévia) é recomendável. Entendo que muitos deverão estranhar, principalmente os mais longevos, uma vez que crescemos todos com o conceito: “meu suco é puro, não uso água”.

Tem aquelas verdadeiras vitaminas mistas, com várias frutas, legumes e mel, que podem ser saudáveis se não houver manejo de perda de peso ou percentual de gordura, mas são por si só uma pequena (ou nem tão pequena) refeição. Caso os utilize, não ingira alimentos em conjunto.

Comentários

comentários