A MP da nova Lei de Diretrizes de Bases da Educação é mais um golpe do governo na calada da noite; é coisa de arrepiar aqui na Fairfield University;

De Manhattan – New York

Ontem meu pai completou 91 anos de idade. Lúcido e lendo normalmente, sem ajuda de lentes, viveu para ver o inferno neoliberal que se instala no Brasil golpeado. Na calada da noite, o governo lança a MP das novas LDB da Educação. Estupefato, aqui, em Fairfield University, Connecticut, dando um curso de “Cultura Brasileira”, me arrepiei com mais um golpe:

Publicada a nova legislação da educação, envolvendo o ensino médio e também mudanças no fundamental. Não são mais obrigatórias: Sociologia, Filosofia, Artes, Educação Física, Música. Não é mais obrigatório o ensino de cultura afrobrasileira. Não é mais garantida a universalidade do ensino básico. Não é mais garantida a gratuidade do ensino público básico (tanto no fundamental quanto no médio). Não é mais obrigação do Estado garantir educação infantil para todos. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm

Está  difícil de acreditar: http://www.planalto.gov.br/…/_Ato2015-…/2016/Mpv/mpv746.htm…No link da LDB indicado acima encontra-se, no corpo do texto, as alterações dessa MP. Nesse novo formato eles anulam todos os parágrafos incluídos pelas leis 10.639 e 11.645. Vejam mais essa aberração do judiciário. Vamos denunciar. O cúmulo será a aprovação da Nova LEI ORGÂNICA da Magistratura Nacional (LOMAN).

Imagina. O projeto cria, por exemplo, auxílio-educação para filhos com até 24 anos de juízes, desembargadores e ministros do Judiciário em escolas e universidades privadas; auxílio-moradia equivalente a 20% do salário; transporte, quando não houver veículo oficial; reembolso por despesas médicas e odontológicas não cobertas por plano de saúde, e licenças para estudar no exterior com remuneração extra. Se você repassar para somente dois amigos nas primeiras horas , em 28 horas toda população brasileira vai tomar -conhecimento desse ABSURDO. (Texto que me foi repassado pela Prof. Rosi Meireles que recebeu inbox. Veracidade confirmada).

Bem, meu pai viveu, minha mãe, Professora de Artes, aos 89, também, para ver esse golpe in-golpe: sem educação pública e sem obrigatoriedade, teremos pobres miseráveis escravos que não poderão pagar escola. Efeito imediato é o corte no Bolsa Família! Golpe socio-cultural. E agora? O que dizem os especialistas em Educação e Sociologia?

Outro golpe in-golpe é a carência integral (oxímoro proposital!) de disciplinas da Área de Humanas, o que no mínimo, nos fará voltar à época das Escolas de Aprendizes Artífices, técnicos menores, para garantir mão de obra barata aos empresários que fomentaram o golpe no afastamento da Presidente Dilma.

Escravos, sim! Não estamos aqui, nos Estados Unidos, onde se valoriza a mão-de-obra do trabalhador pesada, manual e técnica. Não é nenhum sonho americano. É a mais cruel verdade! É o inferno! E vamos acabar com esse lema edípico e ignóbil de “Fora Temer!”. Povo às ruas! Todos os dias!!!!!

Qual é a saída? Não sei. Terei que reformular o final do meu curso, aqui, isso eu sei. Via Darcy Ribeiro, pois teremos que recomeçar novos projetos.

E ainda nos tiram de todos o direito maior à Educação, Cultura, Saúde e Direitos Humanos, aqueles que estão lá nas disciplinas degoladas! Isso não pode ser uma Chechênia!

Lástima! (Choro silencioso…

Nova Iorque, 7 de maio de 2017.

Ano da morte da Educação no Brasil

Comentários

comentários